Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

No comando: SERTANEJO GOSPEL

Das 07:00 as 08:00

No comando: JORNAL VIROU NOTICIAS

Das 09:00 as 10:00

geracao-gospel2
No comando: Geração Gospel

Das 09:00 as 11:00

No comando: Estação Gospel

Das 10:00 as 11:00

No comando: Entendendo a Bíblia

Das 11:00 as 11:25

No comando: Na Contramão

Das 11:30 as 11:55

No comando: Matando Saudade

Das 11:55 as 12:55

No comando: Top Gospel

Das 13:00 as 14:00

No comando: Encontro Gospel

Das 14:00 as 15:00

No comando: Programa 180 Graus

Das 16:30 as 16:55

No comando: Caminhos da Verdade

Das 17:00 as 17:30

No comando: Louve e Adore

Das 20:00 as 21:45

No comando: Gospel Night

Das 23:00 as 23:30

Estaria a Turma da Mônica promovendo a Ideologia de Gênero? Deixe a sua opinião!

Compartilhe:
Veja a polêmica cena da Turma da Mônica e nos diga se é um desenho inocente ou um apoio a ideologia de gêner

Nos últimos dias, tornou-se viral nas redes sociais, um desabafo de uma mãe, que foi surpreendida com as cenas do desenho animado, a Turma da Monica em que seus filhos estavam assistindo. Segundo o post que conta com um print, a personagem Mônica aparece com uma toalha de banho aberta, totalmente nú com um órgão masculino.

 

“DEPOIMENTO DE UMA MÃE: Hoje deixei as crianças vendo desenho, aliás, não tem nada de mais uma criança ver desenho de manhã, toda criança gosta! Você repara que seus filhos estão rindo muito e vai conferir, chego no quarto e me deparo com isso, muito chateada, será que meus filhos não podem nem ver desenho mais? ???? Não é necessário uma criança ver isso. Deixem eles serem crianças por favor; agora nem sei o que eles podem ver mais!” ????????”

 

monica-ideologia-de-genero

 

Verdade sobre esse episodio da Turma da Mônica que muitos acreditaram ser um apoio a ideologia de gênero

No entanto, na verdade quem aparece na imagem, não é a Mônica, mas o personagem Cebolinha, que havia procurado o seu amigo inventor o Franjinha, para dar uma melhorada no pouco cabelo que ele tem. Então, seu amigo desenvolve uma formula, que faz com que nasça na cabeça do Cebolinha novos fios de cabelo, deixando-o com a cara de sua amiga a Mônica.

Na cena, em questão Cebolinha está tentando ligar o chuveiro para tomar banho, quando sua mãe chega achando que ele na verdade é a Mônica, então ele abre a toalha onde aparece o órgão masculino. Provavelmente a mãe das crianças que fez o post, deve ter visto esse momento da cena e achado que era a Mônica e provavelmente um apoio a ideologia de gênero.

O criador dos personagens, o desenhista Mauricio de Souza, afirma que orienta seus roteiristas que evitem assuntos polêmicos e os politicamente incorretos. Em uma entrevista ao site Omelete no final do ano passado, ele disse que apesar de não gostar do “sistema de vigilância” que existe atualmente, acha melhor que a editora não levante bandeiras:

 “Eu sempre oriento que evitem assuntos polêmicos e politicamente incorretos. Não que eu adore o sistema de vigilância que existe atualmente, mas os costumes mudam, e os personagens têm que acompanhá-los. No entanto, não devemos levantar bandeiras. Temos que pegar a bandeira que está passando. Me cobram muito: onde estão os personagens gays? Eu respondo: estão esperando o momento em que serão vistos com naturalidade pela sociedade. Eu não quero me adiantar, mas também não quero perder o bonde.”, disse Mauricio.

O Mônico – Veja a cena polêmica da Turma da Mônica 

No entanto, mesmo assim muitos acreditam que esta cena é uma clara alusão a ideologia de gênero, embora esse desenho animado seja antigo, do ano de 1997.

Filha de cantora brasileira denuncia a ideologia de gênero para as crianças através da Turma da Mônica
No final do ano passado, a filha da cantora Nana Caymmi, a Stella Caymmi defendeu a tese de que as histórias em quadrinhos da Turma da Mônica e do Cebolinha vêm, há tempos, “incutindo a ideologia de gênero nas nossas crianças”.

Ela explicou que “As historinhas tentam fazer a cabeça delas, tudo é feito subliminarmente”, Ela postou no seu Facebook uma história em que Mônica defende para Magali que meninas também poderiam ter “torneirinha” e continuar sendo meninas. “Infâmia!”, revolta-se a jornalista, biógrafa e pesquisadora da música brasileira.

Fonte : Portal Padom

O que você acha? Você acredita que seja apenas um desenho inocente ou não? Deixe abaixo a sua opinião!

Deixe seu comentário: